Curta nossa pagina

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Africanos são suspeitos de furtar R$ 200 mil da casa de pastor em Cuiabá

Dinheiro foi furtado do escritório de pastor que hospedou africanos.
Um dos suspeitos fugiu de avião e o outro tentou deixar Cuiabá de ônibus.

A Polícia Civil está à procura de dois africanos de aproximadamente 35 anos suspeitos de furtar R$ 200 mil da residência de um pastor evangélico da igreja Assembleia de Deus, em Cuiabá. A vítima, de 33 anos, também é empresário do ramo de produtos hospitalares. Ao G1, o pastor disse que o dinheiro furtado é oriundo de um empréstimo contraído para investir na própria empresa.
Os suspeitos de praticar o furto permaneceram hospedados na residência do pastor por 10 dias. A vítima conheceu um deles em uma conferência médica realizada em Salvador (BA), em 2008. Desde então, ambos passaram a trocar e-mails.
Na semana passada, um dos suspeitos telefonou para a vítima dizendo que queria conhecer alguns pontos turísticos em Mato Grosso. Ele e outro africano desembarcaram em Cuiabá e, junto com a família do pastor, foram para Chapada dos Guimarães e Pantanal.
Na noite da última quinta-feira (28), o pastor esteve em uma reunião da igreja e os suspeitos teriam aproveitado a ausência da vítima para furtar o dinheiro. "O dinheiro estava no meu escritório. Eles olharam tudo minuciosamente e levaram tudo", afirmou o pastor.
Quando chegou em casa, o pastor encontrou o quarto em que os africanos estavam trancado e com o ar-condicionado ligado. Ele só desconfiou da fuga dos suspeitos na manhã de sexta-feira (29). "Deu 11 horas da manhã e nada de saírem do quarto. Eu tive que arrombar a porta do quarto", disse o pastor.
Os suspeitos deixaram a residência localizada no bairro Dr. Fábio Leite II com poucos pertences para não levantar suspeitas. As malas com a maior parte das roupas foram deixadas no quarto. A vítima esteve no aeroporto Marechal Cândido Rondon para tentar localizar os africanos.
Agentes da Polícia Federal verificaram o circuito interno de televisão do aeroporto e confirmaram que um dos africanos embarcou na madrugada da última sexta-feira, por volta das 04h30, para São Paulo. Já o outro suspeito tentou fugir de Cuiabá de ônibus. Ele comprou passagem, mas acabou fugindo do terminal rodoviário da capital.
A vítima registrou boletim de ocorrência no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), do bairro Planalto, e aguarda as investigações da polícia. "Todo o meu investimento que demorei para fazer na minha empresa está comprometido", desabafou. O pastor ainda ressaltou que o dinheiro furtado não tem nenhuma ligação com o trabalho que desenvolve na igreja evangélica.

Fonte:G1.com
Postar um comentário