Curta nossa pagina

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Procuradoria Geral processa Rede TV e igreja evangélica por ofender ateus


O Ministério Público Federal entrou com uma ação contra a Rede TV! e a Igreja Internacional da Graça de Deus acusando-as de terem ofendido os ateus. A ação da Procuradoria cita uma frase dita pelo pastor João Batista no dia 10 de março, durante o programa "O Profeta da Nação". 

"Quem não acredita em Deus pode ir para bem longe de mim, porque a pessoa chega para esse lado, a pessoa que não acredita em Deus, ela é perigosa. Ela mata, rouba e destrói. O ser humano que não acredita em Deus atrapalha qualquer um", disse o pastor.
O procurador Jefferson Aparecido Dias argumenta que essa declaração fere a Constituição Federal, que garante a liberdade de pensamento e de relgião aos brasileiros. Dias diz ainda que mesmo o Brasil sendo um país de maioria cristã o Estado brasileiro é laico. 

O MP pede que a emissora e a igreja exibam uma retratação durante o mesmo programa, apresentando uma mensagem sobre a diversidade religiosa que dure no mínimo o dobro do tempo do comentário do pastor. A Procuradoria quer ainda que o Ministério das Comunicações fiscalize o programa.
À Folha, a Rede TV! disse que não se manifesta sobre o assunto porque o programa é uma produção independente e de responsabilidade somente da igreja. A emissora diz que não foi notificada da ação. 

Fonte:Correio 24horas
Postar um comentário