Curta nossa pagina

sábado, 13 de agosto de 2011

Pastor que queimou Alcorão anuncia visita ao Marco Zero e protesto contra o Islã


Terry Jones convocou ano passado uma queima maciça do livro sagrado em 11 se setembro



O polêmico pastor da Flórida Terry Jones, que há quase um ano alarmou os EUA ao planejar uma queima maciça de exemplares do Alcorão (livro sagrado islâmico) próximo ao 9º aniversário do 11 de Setembro, anunciou que pretende visitar o Marco Zero este ano em Nova York na ocasião dos dez anos dos atentados terroristas.

Segundo o site americano The Huffington Post, Jones ainda organizará uma manifestação contra a "influência islâmica na sociedade" em local ainda não definido.
O pastor estampou as capas dos jornais em 2010 com ao convocar o International Burn a Koran Day (Dia Internacional da Queima do Alcorão) em homenagem às vítimas do ataque terrorista às Torres Gêmeas nos EUA, em 2001. Ele ainda é autor do livro Islam is of the Devil (O Islã é do Diabo).

Depois de mobilizar personalidades como o presidente Barack Obama, Jones desmarcou o evento e disse que não pretende convocar outra queima de Alcorões.
No entanto, ele e seu parceiro, o pastor Wayne Sapp, planejam vários eventos para os próximos dias, incluindo uma visita ao centro cultural islâmico Park51, próximo de onde ficavam as Torres Gêmeas, além de uma marcha ao próprio Marco Zero.

Jones defende que não acredita que todos os seguidores do Islã são radicalizados, mas traçar uma ligação entre as interpretações rígidas do Alcorão à atos de violência.
Confira também

Em entrevista ano passado ao R7, ele disse que “Islã é do demônio” e que “é uma religião errada e está encaminhando milhões de pessoas para o inferno”.

Após a polêmica, países como o Afeganistão organizaram protestos, alguns violentos e com mortes, contra a queima do livro sagrado. Até um dos escritórios da ONU em Mazar i Sharif, principal cidade do norte do Afeganistão, sofreu um ataque com 12 mortes em uma dessas manifestações.

Fonte: R7.com
Postar um comentário