Curta nossa pagina

sábado, 27 de agosto de 2011

Igreja defende a inclusão de informação sobre o HIV/Sida nos seus programas

Angola: A Caritas defende a inclusão de informação sobre o HIV/Sida nos programas das igrejas católicas.
A  decisão foi anunciada na quinta-feira última, em Luanda, pelo director adjunto da Caritas de Luanda, Paulo António, durante a Conferência Arquidiocesana da Pastoral sobre a doença.
Segundo Paulo António o objectivo da conferência é dotar os participantes de informações adicionais e científicas de forma a contribuir para a redução do estigma e discriminação da pessoa infectadas.
“Pessoas infectadas recorrem à Igreja para fugir da descriminação”, disse o responsável da Caritas de Luanda.   

Paulo António revelou que não há uma abordagem forte em relação ao HIV nas igrejas, e que é importante que o tema seja tratado durante as actividades diárias.
A conferência serviu igualmente para elaborar um plano operacional arquidiocesano, para três anos, sobre a pastoral de Sida para ser adaptado e executado pelos delegados.

São Cortês, de 63 anos, uma das participantes na conferência, disse que “vim saber sobre o estigma e a discriminação em que vivem os nossos filhos, os nossos netos e vizinhos que padecem desta doença”.

Calisto Calenga, 51 anos, que também participou da conferência, cujo encerramento estava previsto para ontem , agradeceu a iniciativa da Igreja em congregar os párocos e membros de algumas organizações para reflectir sobre a situação das pessoas infectadas com o vírus da imunudeficiência adquirida. 

Jornal de Angola
Postar um comentário