Curta nossa pagina

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Dentro da Coreia do Norte ser cristão é perigoso. Oremos pelos irmãos.


O Estado não hesita em torturar e matar qualquer pessoa que possua uma Bíblia, que esteja envolvida em um ministério cristão ou até tenha contato com outros cristãos.
Mas os problemas para esses cristãos não acabam por aí. A Coreia do Norte sofre com uma grave crise de fome que assola a todo o país.


A Coreia do Norte é conhecida por ser um Estado ateu, o que significa que não há uma religião oficial. Por conta disso, os cristãos sofrem uma severa perseguição, pois são vistos como uma ameaça ao Governo.

Por esse motivo, muitos norte-coreanos, inclusive cristãos, fogem do país para que não morram de fome dentro de seu próprio país.
Recentemente, foi noticiado que mais de 29 mil norte-coreanos estão desabrigados pois perderam suas casas em tempestades e enchentes que atingiram o país nos últimos três meses.
O ditador norte-coreano, Kim Jong-il, foi a Rússia conversar com o presidente russo, Dmitry Medveded. O principal motivo para Kim Jong-il ir até a Rússia é porque a Coreia do Norte está buscando desesperadamente ajuda financeira para o país, que além da escassez de alimentos e ser alvo de catástrofes naturais, está sofrendo com as sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos, devidas o seu programa nuclear.

Em meio a essas crises, os cristãos continuam sofrendo e, talvez, estejam por momentos extremamente difíceis em suas vidas. Além de não poder se alimentar com qualidade, elas não podem se encontrar com outros cristãos no país e nem sequer falar sobre Cristo em seu país.

O país lidera a Classificação de Países com maiores índices de perseguição religiosa há vários anos.  Ore pelos cristãos norte-coreanos, que passam por um momento mais delicado do que já passavam anteriormente, e agora se agravam após enfrentarem situações atuais muito mais adversas.
Seja a voz deles onde você estiver; ore por aqueles que sofrem por amor ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ore pelos nossos irmãos da Igreja Perseguida.

Portas abertas/O Diário
Postar um comentário