Curta nossa pagina

sábado, 30 de julho de 2011

Pastor apela ao engajamento no combate à violência doméstica




Luanda – O reverendo da Igreja Evangélica Reformada em Angola (IERA), Makiesse Francisco, considerou, terça-feira, em Luanda, que a violência doméstica é um problema nacional, sendo necessário o engajamento de todos para a sua erradicação na sociedade angolana.


Em declarações à Angop, à margem da palestra sob tema “Violência doméstica”, inserida na jornada do 31 de Julho, Dia da Mulher Africana, o responsável considera que a Lei contra a Violência Doméstica visa prevenir, educar e punir os infractores.


A lei, disse ainda, prevê medidas para ajudar as vítimas de agressão em aspectos médico, psicológico, jurídico e ainda um abrigo para a recuperação.


Admitiu que com a referida lei, haverá uma diminuição considerável dos casos de violência no género, o que considera ser um “passo importante” para resgatar os valores educacionais e culturais, no sentido de se dar maior dignidade às famílias.


Acrescentou ainda que a palestra visou sensibilizar a sociedade contra as acções de violência doméstica, poligamia, fuga à paternidade, assim como o resgate dos valores morais e cívicos.


Apontou o desemprego, a gravidez precoce e o fraco poder financeiro como algumas das causas principais que têm estado na origem de casos de violência doméstica no género.
Apelou aos jovens para uma acção activa na campanha de sensibilização para acabar com a violência doméstica.

Fonte: Angop
Postar um comentário