Curta nossa pagina

sexta-feira, 29 de julho de 2011

1,5 milhão de evangélicos recorrem à internet em busca do par perfeito

1,5 milhão de evangélicos recorrem à internet em busca do par perfeito (Reprodução


1,5 milhão de evangélicos recorrem à internet em busca do par perfeito
Um em cada quatro brasileiros é evangélico, segundo levantamento do Datafolha de 2010, e desses, pelo menos um milhão e meio usa a internet para encontrar o amor da sua vida. O Divino Amor, consagrado site de relacionamento para evangélicos, realizou uma pesquisa inédita com 1,5 milhão de usuários para saber quem eles são e o que buscam.

Os dados mostram que a internet se torna um aliado cada vez mais forte para o público cristão que busca um relacionamento com pessoas da mesma fé. 80% dos cadastrados querem um relacionamento sério; o que surpreende, contudo, é que o número de mulheres dizendo buscar apenas amizade é maior do que o de homens, 23% delas contra 17% deles. Eles estão mais românticos e querem mesmo investir em um namoro duradouro.

E tanto faz o tipo físico da pretendente: loiras e morenas são igualmente desejadas, apenas as mulheres grisalhas e de cabelos brancos estão em baixa e levam menos de 1% da preferência. As mulheres se mostram igualmente flexíveis e mais de 60% dizem não se importar nem com cor de cabelos nem de olhos. O curioso é que o gosto por loiros e grisalhos se equivale e supera a preferência por ruivos.

Outro dado interessante é que metade afirma sair de uma a quatro vezes por semana, contrariando o estereótipo de público mais reservado que não curte badalação. Como é de se esperar, no topo das atividades mais praticadas pelo público masculino estão futebol, caminhada e musculação e no feminino: caminhada, ginástica e natação.

“O site oferece um ambiente bastante propício para o público evangélico se relacionar, afinal é formado por pessoas com a mesma fé e a mesma intenção: encontrar o seu divino amor. Os usuários podem realizar buscas personalizadas no perfil, especificando, por exemplo, a qual denominação evangélica pertencem. A política de publicação de fotos e frases também é diferenciada e palavras ofensivas ou imagens que contradizem os princípios da religião são vetadas”, explica Claudio Gandelman, presidente do Divino Amor.

Fonte:Vírgula
Postar um comentário