Curta nossa pagina

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Aliança Evangélica Mundial expressa solidariedade após ataques na Noruega



Aliança Evangélica Mundial expressa solidariedade após ataques na Noruega


Igrejas do país apóiam a população e abrem as portas àquelas que querem chorar e orar juntos
A Aliança Evangélica Mundial manifestou a sua “mais profunda condolência” para o povo da Noruega após os terríveis ataques deste fim de semana.

Segundo a última análise da polícia, pelo menos 93 pessoas foram mortas em um tiroteio contra uma reunião de jovens na ilha de Utoya, próxima de Oslo, e na explosão, ocorrida um pouco antes, de um carro-bomba próximo à sede do governo na capital norueguesa.
  
O homem detido em conexão com ambos os ataques, Anders Behring Breivik, reconheceu ter colocado o carro-bomba em Oslo e baleado os jovens da ilha de Utoya, embora "não se sinta culpado" e tenha declarado "inocência".
  
Relatos de que Breivik, 32 anos, é um cristão fundamentalista já foram desmentidos, através da recente divulgação do seu manifesto, contendo 1.500 páginas que mostram exatamente o contrário. Conforme matéria divulgada pelo CPAD News, com informações do World Net Daily, Breivik afirma que não é religioso, declara ter dúvidas sobre a existência de Deus, afirma que não ora, coloca a cultura cristã no mesmo nível de importância da cultura pagã dos antigos nórdicos e diz que em relação ao cristianismo é apenas pragmático, apoiando nele apenas aquilo que poderia servir estrategicamente à sua ideologia tresloucada.
   
O Diretor da Associação Internacional Aliança Evangélica Mundial, Gordon Showell-Rogers, disse que ficou chocado com os acontecimentos dos últimos dias.
   
Em um comunicado, afirmou: “A forte história de uma Noruega Cristã criou uma longa trajetória de paz dentro de suas fronteiras e tem sido uma significativa contribuição para impactos muito positivos no país e esforços de paz global.
  
Gordon fala em nome da Associação que todos estavam muito tristes ao ler relatos de que o criminoso supostamente era um cristão.
  
“Os cristãos evangélicos globalmente condenam a violência religiosa ou qualquer outro tipo de violência, e são radicalmente contra quando a violência é feita em ‘nome de Cristo’. Estes acontecimentos nos causam um grande choque”, completa.
   
O secretário-geral da Aliança Evangélica Europeia, Niek Tramper, disse que a organização tinha recebido notícias das atrocidades com “muita tristeza”.
  
Ele ofereceu suas condolências ao povo da Noruega, seus líderes políticos, igrejas e os pais dos jovens mortos no acampamento de jovens.
  
“Estamos horrorizados ao ver que os seres humanos são capazes de colocar em prática um plano tão terrível”, disse ele.
  
Ele ainda reforça a importância que tem a oração: “Esta violência só pode ser considerada como um sinal do mal totalmente oposto a bondade e a justiça de Deus. Com o povo da Noruega, lembramos da maldade e violência existentes no mundo, dos quais nenhum povo ou nação estão isentos. Precisamos orar, com a máxima urgência, para que a glória de Deus seja revelada às nações”.

Igrejas em toda a Noruega abriram as suas portas para dar às pessoas a oportunidade chorarem e orarem juntas, inclusive, umas pelas outras.
   
Ontem à noite, as multidões se reuniram perto do Domkirke no centro de Oslo para deixar tributos florais e participar de uma vigília.
 
Fonte: CPAD News
Postar um comentário