Curta nossa pagina

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Noruega: Nada Justifica o Massacre diz Apologista Brasileiro


Anders Behring Breivik
(Foto: Reuters)
 
Nada justifica o massacre da Noruega pelo extremista cristão Anders Behring Breivik, deixando 76 mortos na sexta-feira, disse pastor e apologista brasileiro.
 
Pastor Natanel Rinaldi, um dos maiores apologistas do Brasil, disse ao The Christian Post nesta segunda-feira que nada pode justificar tal crime para evitar o crescimento do Islamismo.
“Sob nenhuma hipótese se pode justificar o massacre hediondo de tantas pessoas inoscentes para evitar o crescimento do Islamismo”.
O atirador Anders Behring Breivik foi o responsável pelo massacre que deixou 76 pessoas mortas em Oslo e na ilha de Utoya, como parte de um movimento anti-imigrante e antimuçulmano.
Rinaldi cita João 16: 2 (“Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus”), para falar da incongruência de se matar como um culto a Deus.
Ele aponta como alguns dos fatores para o crime o sentimento de paz e fartura da Noruega e um Cristianismo apagado, com Igrejas vazias. “A Noruega apesar de ser um país protestante não manifesta um Cristianismo autêntico do qual Jesus falou. Então, tradicionalmente uma pessoa [cristã] pode cometer crimes bárbaros”.
Andrew Behring Breivik, o norueguês de 32 anos, declarou em audiência que os ataques seriam para “salvar a Europa do Islamismo e do marxismo”. Em um manifesto de 1,5 mil páginas, ele disse também ser contra a miscigenação dos povos, a exemplo do Brasil, que ele cita como o segundo país com menor nível de igualdade social.
Breivik, no documento conclamando à violência contra muçulmanos e comunistas, alega que países miscigenados manifestam “alto nível de corrupção, falta de produtividade e um eterno conflito entre várias culturas competindo”. O manifesto assinado por Berwick na capa, foi publicado horas antes do massacre.
Os ataques sensibilizaram a população que se reuniu nocentro de Oslo, nesta segunda-feira, para uma vigília pacífica em homenagem às vítimas do massacre. Cerca de 100 mil pessoas saíram às ruas de Oslo para repudiar a doutrina de ódio do anti-imigrante e anti-islâmico acusado.
Auto-declarados cristãos que não são renascidos em Cristo e não vivem de acordo com o Evangelho, cometendo tal tipo de atrocidade “certamente irão para o lugar de tormento depois de sua morte”, de acordo com o apologista brasileiro.
A Noruega é um país considerado cristão, sendo que 89,4% dos Cristãos são protestantes.

Fonte: Christian Post
Postar um comentário