Curta nossa pagina

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O Lider e "Fundador" da Maior Igreja Evangélica do Mundo Acusado de Desvio de Recursos

A justiça da Coreia do Sul abriu investigação sobre o fundador da maior igreja evangélica do país.
Paul Yonggi Cho, fundador da Igreja do Evangelho Pleno, em Seul, na Coréia, está sendo acusado de desviar milhões de dólares para socorrer o filho.

Vinte e nove líderes do Igreja do Evangelho Pleno, em Seul, pediram a abertura de um inquérito contra Cho, suspeito de desviar 14,6 milhões de euros.

“Reunimos provas suficientes sobre a má gestão dos fundos da igreja e continuaremos a lutar no tribunal”, disseram os líderes da igreja em um comunicado. O pastor Cho rejeita estas acusações, que classifica de “campanha de difamação”.
Paul Yonggi Cho é o fundador e pastor titular da Yoido Full Gospel Church em Seul, Coreia, conhecida como a maior igreja do mundo, com mais de 450 mil membros engajados em cerca de 25 mil células nos lares.

Yonggi Cho começou sua carreira eclesiástica como intérprete de missionários norte-americanos em 1958 e iniciou com pregações em bairros pobres de Seul. Pregava inicialmente para poucas pessoas, mas logo o número de membros de sua igreja foi aumentando.

Nesta época também implantou uma estratégia de evangelismo na forma de reuniões eclesiásticas nas casas dos membros, o que fez com que a igreja crescesse bastante. Era a ideia da igreja em células, conceito hoje amplamente conhecido e mundialmente aplicado pelas igrejas evangélicas.
Através de seus livros, divulgou amplamente o sistema das células, inspirando o colombiano César Castellanos a criar o movimento conhecido como G12.

Palestrante conhecido mundialmente, é autor de vários livros, entre eles Viva na Quarta Dimensão: em um Mundo de Terceira Dimensão; e o Espírito Santo, Meu Companheiro.
As ramificações da Igreja do Evangelho Pleno espalhadas pelo país contabilizam 800 mil membros.
A Coreia do Sul é o país da ásia Oriental com a maior comunidade cristã. O país tem 8,6 milhões de protestantes e 5,1 milhões de católicos, enquanto 10 milhões de sul-coreanos são budistas.

The Crhistian Post
Postar um comentário