Curta nossa pagina

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Conflito entre fiéis católicos e evangélicos termina na Delegacia

Uma situação para lá de inusitada ascendeu a discussão sobre liberdade religiosa no município de Penedo. Conforme foi noticiado pelo site Aqui Acontece, nesta quarta-feira, 21, um grupo de católicos, acompanhados do Padre Jackson Nascimento e um grupo de evangélicos, acompanhados por um pastor da Assembleia de Deus, prestaram esclarecimentos ao delegado de Penedo, Rubem Natário, sobre um conflito durante uma procissão, ocorrida no último domingo.
Segundo informações da dona de casa Maria Alda, autora da denúncia à polícia, a confusão aconteceu durante a procissão de exaltação à "Santa Cruz", realizada no Povoado Ponta Mufina, Zona Rural de Penedo. Um pastor, que não quis se identificar, teria insitado os fiéis evangélicos a atirar ovos nos católicos durante a procissão.
A filha de Marial Alda foi uma das atingidas pelos ovos. A mulher estava indignada com a atitude da agressora e chegou a ameaçar acioná-la na Justiça pelo ocorrido e pelas ameaças que ouviu: "disseram que vão jogar óleo quente em mim".
A confusão ficou conhecida da população de Penedo somente nesta manhã, quando a dona de casa concedeu entrevista ao programa Lance Livre, da Rádio Penedo FM. Depois disto, os dois grupos religiosos foram chamados a prestar esclarecimentos na Delegacia.
O delegado Rubem Natário ouviu os envolvidos e propôs um acordo de paz e respeito entre os grupos e foi estabelecido que, tanto católicos como evangélicos, devem manifestar livremente sua fé.
 
Fonte:Informações do Aqui Acontece/Alagoas24horas/PregaiNews
Postar um comentário