Curta nossa pagina

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Jean Wyllys chama Papa Bento XVI de ‘genocida em potencial’ por declaração contra o casamento gay

Deputado critica a Igreja Católica e os evangélicos.
A liberação do casamento de pessoas do mesmo sexo é uma das várias ameaças atuais à família tradicional, pois “ameaçam a dignidade humana” e põe  em xeque “o próprio futuro da humanidade”, disse o papa Bento XVI.
A declaração foi proferida pelo líder católico  durante um pronunciamento de ano novo a diplomatas de quase 180 países  no Vaticano, abordando questões econômicas e sociais contemporâneas.
Ao tomar conhecimento das declarações do Papa, o deputado federal e ex-BBB Jean Wyllys (PSOL/RJ), homossexual assumido, usou seu Twitter para expressar seu repúdio às palavras de Bento XVI, além de atacar a Igreja Católica e os evangélicos.
“Bento XIV – o papa suspeito e acusado de ser simpatico ao nazismo – disse que o casamento civil igualitario é uma ameaça à humanidade”, escreveu o parlamentar.
O parlamentar (foto) disse esperar “que os estados laicos do Ocidente não cedam à pressão” de Bento XVI, acusando-o de ser um “genocida em potencial”.
Jean aproveitou para atacar os evangélicos, ao dizer que “no Brasil, ao fundamentalismo neopentecostal, soma-se a aterrorizante direita católica, fanática e dada a campanhas difamatórias sujas”.
Defensor do PLC 122/2006, o deputado declarou recentemente seu desejo em  proibir que pastores e padres digam em rádios e TV que a prática do homossexualismo é pecado. Para ele, isto faz com que os gays venham a sofrer problemas psíquicos.

Fonte: Holofote.net
Postar um comentário