Curta nossa pagina

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Editoras eliminam palavras “Pai, filho e Filho de Deus”, da Bíblia para agradar muçulmanos

As prestigiosas organizações “Wycliffe Bible Translatores”, “Summer Institute of Linguistics (SIL” e ” Frontiers”, com sede nos Estados Unidos, se tornaram foco de uma controversia por “remover da Bíblia as palavras ‘Pai’, ‘Filho” e ‘Filho de Deus’. A razão para isso é tentar fazer uma Bíblia ‘Muslim-friendley’ (Amigável ao muçulmano) ou seja uma Bíblia que não usam ‘termos ofensivos’ para os muçulmanos.”

A controvérsia gira em torno de que em primeiro lugar, Wycliffe e SIL tem produzido “Historias dos Profetas”, uma Bíblia árabe que usa o equivalente árabe de “Senhor” em vez de “Pai” e “Messias” em vez de “Filho”.

Em segundo lugar, a Frontiers e SIL tem produzido “Meaning of the Gospel of Christ” (Significado do Evangelho de Cristo), sendo uma tradução árabe que elimina o “Pai”, em referencia a Deus e substitui por “Allah”, e elimina ou redefine a palavra “Filho”.

Por exemplo, no versículo que os cristãos usam para justificar e ir por todo o mundo e fazer discípulos, cumprindo assim a Grande Comissão (Mateus 28:19), diz: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;” eles mudaram para “os limpara com água em nome de Alá, o Messias e seu Espírito Santo”.

Esta tradução já foi publicada em um grande numero e distribuída em varias nações de maioria muçulmana, como Bangladesh, Indonésia e Malásia.

Em resposta a estas traduções, muitos dentro do movimento de missões evangélicas, como muitos muçulmanos convertidos, tradutores e cristãos e nativos dos países onde estas traduções estão sendo usados, estão indignados. Uma petição com mais de três mil assinaturas, exigem que as editoras ponham fim a estas traduções.

Portal Padom
Fonte:
Postar um comentário